Seria o Schumacher?

23/11/2009

Sabe aquela caixinha de brinquedo que você roda a manivela e quando menos espera pula um palhaço lá de dentro?
Em 2009, acho que a grande caixinha de surpresas do circo da Fórmula-1 foi a Brawn, que não aprontou palhaçada e saiu dando muita risada com o campeonato de construtores e de piloto nas mãos.
Agora em 2010, a extinta scuderia que virou Mercedes pode repetir a “brincadeira”. Se depender dos rumores, será mais uma vez a caixinha de surpresas, podendo substituir o palhaço por ninguém mais ninguém menos do que o heptacampeão Michael Schumacher. É mole?

“É, eu sou foda…”

Apesar de parecer que a presença do alemão na equipe não agrada a muita gente e que os rumores têm na verdade irritado Ross Brawn, o diretor-esportivo da equipe inglesa, Norbert Haug, afirmou que não descarta a contratação do heptacampeão mundial como companheiro de Nico Rosberg.
Fica parecendo é que o pessoal não quer ofuscar a recente contratação do jovem piloto alemão. Ou se eles estão em dúvida entre o Schummy ou Kimi, que está no vai e vêm e ninguém sabe o que que o cara decide, já que ninguém sabe pra onde que ele vai… se voltar mesmo, tomei no Haikkonen.

Enfim, vamos aguardar. Ver o Schumacher correr de novo ia ser realmente um prazer. Não dá pra negar que o cara é um mestre. Junto ao Rubinho, queiram ou não é um dos últimos pilotos de verdade da Fórmula-1. As diferenças são grandes, mas o fato é que o Rubinho samba e o Schumacher não (confira o vídeo).

Fruto de competência e não de especulações marketeiras (ou familiares, não é Nelson, seu Júnior???), Schummy voltaria pra dar aula e surpreender muito piloto de carrinho de rolimã. Que rufem os motores e abram a caixinha.


Qualifying em SPA Francs em 2004… Alguém vê ele sambar?

Publicidade

Ah, REI…

03/05/2009

rei

3 Campeonatos Mundiais – 1988 – 1990 – 1991
65 Poles Positions totalizadas
8 Vitórias numa mesma temporada
13 Poles Positions numa mesma temporada
41 Vitórias na Fórmula 1
610 Pontos totalizados na Fórmula1

…que falta você faz!


Teto orçamentário

18/03/2009

Pessoal,

algo que eu não havia lido e não pode passar despercebido sobre esse tema:

O teto orçamentário para a temporada de 2010 é opcional. Esta é uma medida para ajudar as equipes “independentes” a terem condições de participar da temporada da F1.

Até aí tudo bem, mas… As equipes que adotarem este teto terão vantagens sobre as que não adotarem. Como por exemplo a liberdade para trabalhar componentes aerodinâmicos, a utilização de asas móveis e de motores que não tenham o desenvonvimento congelado ou giro limitado, além de não terem restrições no número dos testes, simulações e utilização de túneis de vento.

Vejo isso como uma medida para forçar o acato do teto por parte de TODOS os times. Mas acredito que dará muito pano para a manga ainda. Os donos das equipes nem se importaram tanto com a nova maneira de se definir o campeonato de pilotos. A crítica da grande maioria é sobre este teto.

Vejamos no que dá.

Em tempo: acho que assim seria uma ótima oportunidade dos Fittipaldi correrem atrás de um patrocínio e continuarem com o sonho de uma equipe brasileira. Quem sabe o Otávio Mesquita, um apaixonado por F1, não entra nessa também?

coper